quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Campeonato Carioca - A Taça AMEA

pesquisa de Pedro Varanda; colaboração: Auriel de Almeida

A Taça AMEA (Associação Metropolitana dos Esportes Athleticos) foi um troféu instituído em 1924 pela federação que àquela época geria o esporte em nossa cidade

Seu regulamento dava conta que a agremiação que conquistasse o campeonato de futebol do Rio de Janeiro por três anos consecutivos teria a posse definitiva da mesma (pesquisa de Jorge Priori).

Sendo assim, o então Botafogo F.C., ao sagrar-se tricampeão carioca (1932-1933-1934), incorporou à sua galeria tão valioso troféu.

Lembrem-se que a façanha do Glorioso foi ainda maior no ano seguinte, quando chegamos ao tetracampeonato carioca, agora pela FMD (Federação Metropolitana de Desportos).

(Foto: Claudio Falcão - outubro/2010)

CAMPEONATO CARIOCA (ORGANIZADO PELA AMEA) – 1934

Em 27/03/1934, foi aceito o regime profissional no Botafogo, decisão do Conselho Deliberativo. Posteriormente (como os demais clubes da AMEA não aderiram) o campeonato ainda foi no regime amador. Fonte: “Jornal dos Sports”.

BOTAFOGO 4 x 4 RIVER
Data: 15/04/1934
Local: João Pinheiro, Rio de Janeiro
Árbitro: Waldemar Rodrigues Gomes
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Luiz, Beijinho e Beijinho (1° tempo); Carvalho Leite, Beijinho, Canedo (de penalty), Canedo e Luiz
Botafogo: Pedrosa, Albino e Pamplona; Affonso, Rogério e Ariel; Eloy (Áttila), Beijinho, Carvalho Leite, Jayme e Moura Costa
River: Jaguaré, Bolão e Palmeira; Malaquias, Costa e Fidalgo; Canedo, Manoel, Ivo, Luiz e Nelinho
Obs.: Nos segundos quadros, Botafogo 2 a 1.
Fontes: A Noite, Jornal do Brasil e O Jornal

BOTAFOGO 4 x 2 MAVILIS
Data: 22/04/1934
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Sebastião de Campos Cesário
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Carvalho Leite (2) e Beijinho (2) para o Botafogo; Aragão e Ary para o Mavilis
Botafogo: Pedrosa, Vicente e Albino; Affonso, Waldyr e Pamplona; Áttila, Beijinho, Carvalho Leite, Nilo e Moura Costa
Mavilis: Medonho, Polaco e Genaro; Emmanuel Alô, Silvério (Pedro) e Parreira; Alô (Machado), Ary, Aragão, Honorino e Antoninho
Obs.: 1) Nos segundos quadros, Botafogo 2 a 1; 2) Emmanuel Alô = Alô II (médio-direito), Antônio Toste Parreira (médio-esquerdo) e João Nepomuceno Alô = Alô I (atacante). Fontes: Correio da Manhã e Jornal do Brasil, ambos de 03-04-1934.
Fontes: A Noite e Jornal do Brasil

BOTAFOGO 6 x 0 S.C. BRASIL
Data: 13/05/1934
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Waldemiro Liotti
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Nilo e Franklin (1° tempo); Nilo (de penalidade fora da área), Franklin, Nilo e Jayme (2° tempo)
Botafogo: Gaguinho, Vicente e Albino; Ferreira (Long), Rogério e Corisco; Eloy, Franklin, Nilo, Jayme e Pirica
S.C. Brasil: Botelho, Lúcio e Octávio; Maggire, Nephtaly ‘Nefinho’ e Walter; Mário, Betinho, Modesto, Zezinho e Waldemar
Obs.: Nos segundos quadros, Botafogo 5 a 3.
Fontes: A Noite, Jornal do Brasil e O Globo

BOTAFOGO 0 x 3 ENGENHO DE DENTRO
Data: 20/05/1934
Local: Engenho de Dentro, Rio de Janeiro
Árbitro: Waldemiro Liotti
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Carvalhinho (1° tempo); Mário e Mário (2° tempo)
Botafogo: Gaguinho, Vicente e Albino; Ferreira (Long), Rogério e Chibata (Eloy); Moura Costa, Franklin, Nilo, Jayme e Pirica
Engenho de Dentro: Ney, Rubem e Ikerpe; Virada, Adoniro e Quino, Mário, Marzulo ‘Manolo’, Cavallaria, Antônio e Carvalhinho
Obs.: 1) O árbitro, parcialíssimo, anulou um tento legítimo de Nilo que, revoltado, retirou o time de campo; 2) Nos segundos quadros, Engenho de Dentro 2 a 1.
Fontes: A Noite, Correio da Manhã e O Jornal

BOTAFOGO 3 x 2 OLARIA        
Data: 03/06/1934
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos de Carvalho (“Americano”), do Andarahy AC
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Moura Costa, Franklin, Beijinho e João (1° tempo); Rubem “Gago” (2° tempo)
Botafogo: Gaguinho, Vicente e Albino; Ferreira, Rogério e Corisco (Long); Moura Costa, Franklin, Beijinho, Nilo e Jayme
Olaria: Ubiratan “Biroba”, Alfredo e Armindo; Augusto, Joaquim Viveiros e Germano; Horácio, Rubem “Gago”, Zé Luiz (Pierre), João Corrêa e Adalberto “Gaúcho”
Obs.: Nos segundos quadros, empate 1 a 1.
Fontes: A Noite, Correio da Manhã, JC, JS e O Jornal

BOTAFOGO 6 x 0 PORTUGUESA
Data: 10/06/1934
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Leonardo Gonçalves Teixeira
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Beijinho, Franklin e Nilo (1° tempo); Nilo, Beijinho e Nilo (2° tempo)
Botafogo: Gustavo, Rogério e Albino; Ferreira, Chibata (Eloy) e Long; Moura Costa, Nilo, Franklin, Beijinho e Jayme
Portuguesa: Nogueira, Nélson e Fernandes; Antônio, Lúcio e Olympio; Paulo, Luiz, Waldemar, Arnaldo e Mário (Cardoso)
Obs.: 1) Gustavo defendeu um pênalti batido por Olympio, no 1° tempo; 2) Nos segundos quadros, Botafogo 2 a 0.
Fontes: A Noite, Jornal dos Sports e O Jornal

BOTAFOGO 2 x 2 ANDARAHY
Data: 01/07/1934
Local: Barão de São Francisco, Rio de Janeiro
Árbitro: Manoel da Silva Barbosa
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Bianco, Bianco, Nilo e Moura Costa (‘JB’) ou Moura Costa e Nilo (‘CM’, ‘JS’ e ‘O Jornal’) (todos no 2° tempo)
Botafogo: Gustavo, Vicente e Albino; Ferreira, Rogério e Long (Chibata); Moura Costa, Beijinho, Nilo, Franklin e Jayme
Andarahy: Gustavo, Congo e Lourival; Faia, Bethuel e Venerotti; Álvaro, Palmier, Romualdo, Bianco e Ávila
Obs.: Nos segundos quadros, Botafogo 3 a 2.
Fontes: Correio da Manhã, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e O Jornal

BOTAFOGO 0 x 2 MAVILIS
Data: 22/07/1934
Local: Carlos Seidl / Retiro Saudoso, Rio de Janeiro
Árbitro: Honorato José da Silva de Miranda
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Honorino e Chavão (ambos no 2° tempo)
Botafogo: Gaguinho (Gustavo), Magioto e Albino; Ferreira, Rogério e Long; Eloy, Nilo, Beijinho, Franklin e Jayme
Mavilis: Medonho, Bagueth e Polaco; Parreira, Chavão e Emmanuel Alô; Alô, Pisca, Aragão, Honorino e Sá
Obs.: Nos segundos quadros, Mavilis 4 a 2.
Fontes: A Noite, Jornal do Brasil, Jornal do Commercio e O Jornal

BOTAFOGO 2 x 0 OLARIA
Data: 26/08/1934               
Local: Rua Cândido Silva, Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos Martins da Rocha (“Carlito”)
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Nilo (1° tempo); Nilo (2° tempo)
Botafogo: Germano, Vicente e Albino; Ferreira, Waldyr e Ariel; Áttila, Beijinho, Carvalho Leite, Nilo e Dondon
Olaria: Ubiratan “Biroba”, Alfredo e Armindo; Nonô, Joaquim Viveiros e Gradim; Horácio, Rubem “Gago”, Caraúna, Pierre e Zé Crioulo
Obs.: 1) O árbitro escalado, Osmar Monteiro de Barros, não compareceu, sendo substituído de comum acordo entre os clubes, por Carlos Martins da Rocha (“Carlito”); 2) Áttila teve um gol muito bem anulado, estava fora de jogo (impedido); 3) Vicente fez pênalti, que Pierre cobrou e Germano defendeu; 4) Nos segundos quadros, Olaria 4 a 1.
Fontes: A Noite, Jornal dos Sports e O Jornal

BOTAFOGO 2 x 1 PORTUGUESA
Data: 11/11/1934
Local: Rua Moraes e Silva, Rio de Janeiro
Árbitro: Osmar Monteiro de Barros
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Arthur, de penalty, no 1° tempo; Celso e Franklin, no 2° tempo
Botafogo: Victor, Vicente e Albino (Celso); Magioto, Rogério e Ariel; Dondon, Beijinho, Carvalho Leite (Franklin), Nilo e Jayme
Portuguesa: Nogueira, Nélson e Esther; Noé, Mimosa e Bolão; Jaguarão, Arnaldo, Edgard, Paulo e Arthur
Obs.: Nos segundos quadros, Botafogo 4 a 3.
Fontes: Jornal dos Sports e O Jornal

BOTAFOGO 2 x 1 ANDARAHY
Data: 02/12/1934
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Leonardo Gonçalves Teixeira
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Nilo, no 1° tempo; Bianco ou Chiquinho e Áttila, de pênalti, no 2° tempo
Botafogo: Victor, Magioto e Rogério (Jayme); Ferreira, Martim e Ariel; Áttila, Nilo, Carvalho Leite, Franklin e Moura Costa
Andarahy: Gustavo “Jaguaré II”, Congo e Veras “Chuvisco”; Faia, Bethuel e Venerotti; Álvaro, Jayme “Chiquinho”, Romualdo, Fernandes “Biriba” e Mineiro (Bianco)
Obs.: 1) Com sua brilhante vitória de domingo sobre o quadro do Andarahy AC, o Botafogo conquistou o título de tricampeão da cidade (1932-1933-1934), pois a AMEA ainda é a dirigente oficial do futebol do Rio de Janeiro; 2) Embora alguns periódicos tenham informado Peres, Faria e Aldo, não existiram estes jogadores no Andarahy AC em 1934 e sim José Veras “Chuvisco”, Pedro Faia (médio) e Álvaro (médio e atacante); 3) Nos segundos quadros, Botafogo 4 a 2.
Fontes: A Noite, Correio da Manhã, Diário da Noite, Gazeta de Notícias, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, O Globo e O Jornal

Adversário – Resultado – Local:
Andarahy – 2 x 2 (Barão de São Francisco Filho) e 2 x 1 (General Severiano).
Mavilis – 4 x 2 (General Severiano) e 0 x 2 (Retiro Saudoso).
Olaria – 3 x 2 (General Severiano) e 2 x 0 (Cândido Silva).
Portuguesa – 6 x 0 (General Severiano) e 2 x 1 (Moraes e Silva).
Brasil – 6 x 0 (General Severiano).
Engenho de Dentro – 0 x 3 (Engenho de Dentro).
River – 4 x 4 (João Pinheiro).
Total de Jogos: 11; Vitórias: 7; Empates: 2; Derrotas: 2; Gols Pró: 31; Contra: 17.

Jogaram:
Albino Mesquita Pinheiro, 10 jogos.
Nilo Murtinho Braga, 10.
Jayme Terra, 9.
Rogério Braga Filho, 9.
Franklin Padrão, 8.
Benjamin Silva Filho (Beijinho), 8.
Carlos Ferreira de Almeida, 8.
Leandro Moura Costa, 7.
Vicente Paulo Mattos da Graça, 7.
John Charles Long Júnior, 6.
Eloy Esteves, 5.
Carlos Antônio Dobbert de Carvalho Leite, 5.
Ariel Augusto Nogueira, 4.
Áttila de Carvalho, 4.
Carlos Moura Costa (Gaguinho), 4.
Eduardo Gaui (Chibata), 3.
Gustavo Henrique Ribeiro de Carvalho, 3.
Nélson Magioto, 3.
Roberto Gomes Pedrosa, 2.
Estanislau de Figueiredo Pamplona, 2.
Affonso Azevedo Carneiro, 2.
Walter Guimarães (Waldyr), 2.
Alberto Piragibe Lyra de Lemos (Pirica), 2.
Victor Corrêa Gonçalves, 2.
Paulo Samuel Santos (Dondon), 2.
Walter Guimarães Simas (Corisco), 2.
Germano Boettcher Sobrinho, 1.
Celso Cardoso Linhares, 1.
Martim Mércio Silveira, 1.
Total: 29 jogadores.

Técnico: Armindo Nobs Ferreira.

Artilheiros:
Nilo, 10 gols.
Beijinho, 8.
Franklin, 5.
Carvalho Leite, 3.
Moura Costa, 2.
Áttila, 1.
Celso, 1.
Jayme, 1.
Total: 31 gols.

PORQUE SC BRASIL, ENGENHO DE DENTRO AC, RIVER FC, EC COCOTÁ E CONFIANÇA AC SAÍRAM DO CAMPEONATO OFICIAL DO RIO DE JANEIRO - ASSOCIAÇÃO METROPOLITANA DE ESPORTES ATHLETICOS (AMEA):
1. Recusa do Presidente da AMEA, anteontem [28-05], aprovando proposta do Sr. diretor técnico, resolveu na conformidade do art. 42 § 1° da Lei de Organização Interna combinada com o art. 41 § 2° recusar a inscrição do jogador Alfredo da Silva, pelo River FC, por não conter a assinatura do presidente do clube e haver este atestado o boletim em data anterior a do requerimento feito pelo jogador. Aí o River FC, em represália, não compareceu ao jogo do dia 10 de junho contra o Mavilis FC, perdendo por WO.
2. Em 31-05, o Engenho de Dentro AC perdeu o terreno do seu campo (Rua Engenho de Dentro, no mesmo bairro) e, em 07-06, enviou ofício a AMEA pedindo desligamento, para ingressar na Sub-Liga da outra entidade.
3. Um desentendimento entre o Presidente do SC Brasil (Dr. Célio de Barros) e o Presidente da CBD/CBF (Álvaro Catão). Motivo: a CBD/CBF (entidade filiada a FIFA) fez um acordo com Federação Brasileira de Football (FBF), que não era filiada à entidade alguma. Em represália retirou o clube (SC Brasil) do campeonato.
4. EC Cocotá e Confiança AC, em solidariedade também saíram do campeonato.
Fonte: O Jornal.

Colocação (1º Quadro):
1º) Botafogo (tricampeão) – 6 PP / J – 11 / V – 7 / E – 2 / D – 2 / GP – 31 / GC – 17 / SG – 14
2º) Andarahy (vice) – 7 PP / J – 11 / V – 6 / E – 3 / D – 2 / GP – 29 / GC – 18 / SG – 11
3º) Olaria – 9 PP / J – 11 / V – 6 / E – 1 / D – 4 / GP – 23 / GC – 18 / SG – 5
3º) Mavilis – 9 PP / J – 11 / V – 6 / E – 1 / D – 4 / GP – 29 / GC – 26 / SG – 3
5º) Portuguesa – 19 PP / J – 11 / V – 1 / E – 1 / D – 9 / GP – 14 / GC – 33 / SG – -19

Nota: Classificação dos clubes que disputaram turno e returno. Foram considerados os pontos perdidos (PP) para indicar o campeão. 
Confiança 0 x 3 Andarahy (08-04) e Cocotá 2 x 1 Portuguesa (29-04) foram desconsiderados da classificação final. Fontes: Diário dos Esportes, A Noite e O Jornal.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Uma Formação do Botafogo em 1966

pesquisa de Claudio Falcão

Temos adiante a formação do Botafogo que a 20/08/1966 empatou em 0 a 0 com o C.R. Flamengo, em partida realizada no Maracanã pela Taça Guanabara:

Da esquerda para a direita, em pé: Joel, Nei Conceição, Manga,
Zé Carlos, Dimas e Moreira; agachados: Jairzinho,
Gérson, Sicupira, Fifi e Valdir

(foto: acervo DataFogo)

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Oitavo Aniversário do DataFogo no Blogger

por Claudio Falcão

(Arte: dreamstime.com)

Completa-se na data de hoje o oitavo aniversário de criação do blog DataFogo no Blogger, contando com 677 postagens até o momento, sendo 97 nos últimos 365 dias.

Alcançamos o total de 486.837 visualizações de páginas, o que corresponde a uma média mensal de 5.071 e diária de 166.

A propósito, neste último ano de publicações, batemos um recorde particular de visualizações de páginas: 4.006 em um só dia (18/12/2017). Fica até difícil de acreditar, mas...

Aproveito para mais uma vez agradecer ao nosso colaborador de sempre, Pedro Varanda, bem como aos mais assíduos ‘comentaristas’ em nossas postagens, os parceiros ‘Sempre Botafogo’ e Zaki Ivan Taam, constantemente nos prestigiando com as suas opiniões.

Saudações Botafoguenses Campeãs e um bom carnaval alvinegro a todos!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Algumas Formações do Botafogo em 1965

pesquisa de Claudio Falcão

Iniciamos com a formação do Botafogo que a 07/09/1965 disputou no Maracanã o Torneio Início, basicamente constituída por jogadores vindos dos juvenis: Cao, Ciro, Chiquinho Pastor, Carlos Alberto e Moreira; Élton e Maurício; Canavieira, Humberto, Turcão e Arthur.

(Imagem: Revista do Esporte)

Seguimos com a equipe do Glorioso que a 26/09/1965 empatou em 1 a 1 com o Fluminense F.C., no Maracanã, pelo 1º turno do Campeonato Carioca, sendo o nosso gol marcado por Bianchini: Manga, Mura, Zé Carlos, Rildo e Dimas; Marcos e Afonsinho; Bianchini, Sicupira, Jairzinho e Arthur.

Da esquerda para a direita, em pé: Mura, Zé Carlos, Manga,
Marcos, Afonsinho e Dimas; agachados: Bianchini,
Sicupira, Jairzinho, Arthur e Rildo

Concluímos com a formação do Botafogo que enfrentou a 17/10/1965 o C.R. Vasco da Gama, no Maracanã, em partida pelo 1º turno do Campeonato Carioca: Manga, Mura, Zé Carlos, Rildo e Dimas; Afonsinho e Gérson; Roberto, Sicupira, Jairzinho e Arthur.

Da esquerda para a direita, em pé: Mura, Zé Carlos, Afonsinho,
Manga, Rildo e Dimas; agachados: Roberto,
Gérson, Sicupira, Jairzinho e Arthur
(imagem: Revista do Esporte)

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Algumas Formações do Botafogo em 1964

pesquisa de Claudio Falcão

Com uma equipe ‘alternativa’, o Botafogo disputou o Torneio Início a 28/06/1964, no Maracanã, formando assim: Manga, Luís Carlos, Zé Maria, Paulistinha e Adevaldo; Ayrton e Fifi; Roberto, Arlindo, Amoroso e Bira.

Da esquerda para a direita, em pé: Zé Maria, Manga, Ayrton,
Luís Carlos, Paulistinha e Adevaldo; agachados: Roberto,
Fifi, Arlindo, Amoroso e Bira

(imagem: Revista do Esporte)

Temos adiante a equipe do Botafogo que empatou em 0 a 0 com o América F.C., pelo Campeonato Carioca, jogando a 12/07/1964 no Maracanã: Manga, Joel, Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; Élton e Gérson; Garrincha, Arlindo, Jairzinho e Zagallo.

Da esquerda para a direita, em pé: Joel, Élton, Manga,
Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; agachados: Garrincha,
Gérson, Arlindo, Jairzinho e Zagallo
(imagem: Revista do Esporte)

A mesma formação acima repetiu-se, em uma partida que não conseguimos identificar o adversário:

(Imagem: Revista do Esporte)

Em uma das últimas partidas do Campeonato Carioca de 1964, o Alvinegro carioca formou assim: Manga, Mura, Zé Carlos, Nílton Santos e Rildo; Élton e Gérson; Jairzinho, Arlindo, Roberto e Humberto.

Da esquerda para a direita, em pé: Mura, Élton, Manga,
Zé Carlos, Nílton Santos e Rildo; agachados: Jairzinho,
Gérson, Arlindo, Roberto e Humberto
(imagem: Revista do Esporte)

Finalizamos com a equipe do Botafogo que a 10/01/1965 derrotou por 3 a 2 o Santos F.C., no Maracanã, na que seria a primeira partida decisiva do Torneio Rio-São Paulo de 1964, com gols de Jairzinho e Roberto (2) para o Glorioso: Manga, Mura, Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; Élton e Gérson; Garrincha (Zagallo), Arlindo, Jairzinho (Adevaldo) e Roberto (Hélio) – ver http://datafogo.blogspot.com.br/2017/11/botafogo-campeao-do-torneio-rio-sao.html.

Da esquerda para a direita, em pé: Mura, Élton, Manga,
Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; agachados: Garrincha,
Gérson, Arlindo, Jairzinho e Roberto
(imagem: Jornal dos Sports)